Wirescapes

“Simulação Transversa de uma Condição de Metrópole”

Proposta conceitual para uma arquitetura metropolitana híbrida nas suas referências e modos de organização; investigação eletrônica com remix dinâmico de áudio, vídeo, simulação e fotografia; crítica ao processo de projeto e intervenção urbana a partir de condicionantes variáveis de percurso, vivências, usos e situações subjetivas.

O conceito wirescape aponta para uma possibilidade de hibridismo entre duas questões fundamentais investigadas no âmbito da arquitetura contemporânea:metrópole e linguagem. A intenção deste esforço é realizar uma crítica sobre os possíveis desdobramentos desta conjugação a partir de um recorte ora científico e ora artístico baseado em experimentações com linguagens eletrônicas.

wirescapes2010 from Bruno Massara on Vimeo.

Muito pode ser dito a respeito de metrópole, como por exemplo o fato de que é o elemento chave de aglomeração urbana contemporânea, que estão se tornando cada vez mais numerosas em função do desenvolvimento urbano, e que os processos que as agenciam são movidos por uma rede multilateral de interesses e de relações. Além disso, um fator que eleva à potência esta dinâmica é o tempo, ou seja, toda esta rede de interesses faz parte de um sistema fluido que se reorganiza constantemente a partir de novos projetos e novas demandas.

Quando nos voltamos para o conceito de linguagem entramos no âmbito da construção de sentido que, no caso específico da arquitetura, tem um papel fundamental em diversas etapas do projeto que vão desde a percepção dos fenômenos metropolitanos, passando pelas análises e chegando a proposições críticas, que carregam significações acerca do que é a metrópole, de como ela é apropriada pelos seus usuários e de que forma ela pode vir a se constituir no futuro. Neste sentido é fundamental uma abordagem que leva em conta a paisagem metropolitana, constituída por uma superposição de temporalidades distintas em um mesmo espaço.

 Créditos: Bruno Massara, Camilo Lima, Caroline Vallandro, Daniela Bissoli



Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *